Doze casas da conquista:

As Doze casas da Conquista: Casa de Câncer

Continuando nossa jornada, após passarem por gêmeos, Shiryu e Seiya seguem rumo à casa de Câncer, onde ao adentrarem Shiryu pisa em alguma coisa macia, Seiya observa em meio a uma névoa estranha e se espanta ao reparar que nas paredes da casa tem cabeças, homens e mulheres e até mesmo de crianças e isso faz Shiryu ficar com ódio tremendo até que ouvem uma risada e logo Shiryu reconhece a voz, era Mascara da Morte de Câncer que havia ido até os 5 picos antigos para enfrentar o cavaleiro de Libra mas teve que recuar devido a chegada de Mu de Aries na ocasião, hironico, Mascara da Morte diz que não sente remórsio algum das vidas tiradas por ele até mesmo as crianças que foram mortas ele diz que morreram por estarem no lugar errado na hora errada, fatalidades a parte, com isso o senso de justiça se mistura ao senso de vingança dos cavaleiros de bronze mas Shiryu pede para que Seiya siga em frente e ele permanece para lutar.

Trazendo para a nossa realidade o que o Mascara da Morte representa é o fracasso na vida, a depressão, falta de auto estima, isso acontece quando tropeçamos em nosso percurso e todo o trabalho árduo cai por terra, quando perdemos o emprego, quando tomamos stop loss na bolsa de valores e outros fatores que nos colocam no chão, são situações que matam sem dó nossa moral e consequentemente matam a todos ao nosso redor devido as nossas atitudes depressivas e inesperiência em tais situações que não sabemos como sair da situação, aceitamos as perdas e caminhamos lentamente ao Yomotsu seguindo a fila da depressão até o fim da linha de onde não podemos voltar.

Durante a luta Mascara da Morte envia Shiryu para dentro do Seikishiki e luta com ele a partir de la na tentativa de enviar a alma do dragão para o reino dos mortos, em muitos momentos o Dragão pensa em desistir e aceitar que é impossível vencer um cavaleiro de ouro, porém graças a ajuda da Deusa Athena mas ainda o Dragão se sente no dever de ajudar aquelas pessoas de alguma maneira precisaria derrotar o Mascara da Morte, que o manda novamente para o Seikishiki e desta vez Shiryu precisará derrotar o Mascara da Morte para poder sair daquele lugar, durante a luta Shiryu foi salvo novamente pelas orações da sua amada Shunrei, perturbado pelas orações, Mascara da Morte joga a garota para dentro da cachoeira usando sua telesinese, Shiryu é tomado pelo ódio e a fúria do Deus Dragão faz o cavalerio despertar o sétimo sentido e começa a bater no cavaleiro de ouro que por um instante começa a ter medo do cavaleiro, durante a luta a armadura de ouro reconhece as atrocidades do Mascara da Morte e começa a deixar seu corpo tornando-o vulnerável ao cavaleiro de bronze que tira a sua armadura pela honra dos cavaleiros fazendo com que a luta prosiga em pé de igualdade e Shiryu se levanta para continuar lutando até conseguir vencer o cavaleiro de ouro, e além de vencer o cavaleiro de ouro Shiryu volta a enchergar graças ao poder da água da vida e do sétimo sentido, e por acreditar o milagre aconteceu, Shun de Andrômeda aparece e ambos vão atrás de Seiya, Shiryu está preocupado com o Hyoga, devido ao mesmo ter visto sua alma na caminhada dos mortos em direção ao Yomotsu.

Em muitos momentos quando as coisas não dão certo na vida pensamos em desistir de tudo e aceitar que não da mais, acreditar que os ricos e os pobres tem seus respectivos lugares distintos e o lugar do pobre é sofrer e não ter sucesso na vida, olhar no Youtube e ver a vida dos ricos e bem sucedidos e viver uma ilusão de que só rico consegue as coisas e passa a vida apostando em loteria federal para mudar de vida, mas sempre existe aquelas pessoas com os pés no chão que abrem nossos olhos para a vida e nos tira do Seikishiki, mas por teimosia acabamos voltando para o mesmo lugar, e sair de lá é cada vez mais difícil, mas quando caimos na real e aceitamos nossos erros conseguimos reunir forças para levantar e continuar tentando até conseguir alcançar a vitória plena, apesar do caminho ainda ser longo e árduo não importa o que aconteça no percurso, temos que continuar lutando mesmo quando não se tem mais nada para usar, ainda se tem uma fagulha de esperança, não é o tamanho do problema que derruba a gente, é a falta de coragem quem derruba, encarar os problemas e elevar o espírito mostrará todos os caminhos e todas as formas de sair de um problema e com isso podemos seguir em frente e nunca olhar para trás com dó de ter feito algo ou não.

por André Marques

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s